Inscrições Esgotadas para o 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

Em apenas duas semanas de inscrições, atingimos o número de vagas disponibilizadas pela ALEMDII para este evento.
Foram abertas inscrições para 200 participantes e todas as vagas foram preenchidas.
Agradecemos a todas as pessoas que se inscreveram em nosso sita para participarem do 3º Congresso do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais.

Sobre o evento:

Nossa programação de 2018, foi desenvolvida pensando em ampliar a divulgação atingindo diversos públicos da comunidade:

Dia 05/10/2018 – TENDA DII

Dia 06/10/2018 – 3º CONGRESSO DO LESTE MINEIRO DE DOENÇAS INFLAMATÓRIAS INTESTINAIS. 

Dia 06/10/2018 – 1º ENCONTRO ALEMDII DE PESSOAS COM DOENÇA DE CROHN E RETOCOLITE ULCERATIVA 

O Congresso contará com palestras proferidas por profissionais convidados e será direcionado a profissionais e estudantes dos cursos da saúde, pacientes e familiares. O tema central do congresso em 2018 será:

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL:
ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”

Os objetivos do congresso são divulgar as Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs) e atualizar os profissionais e estudantes da saúde em sobre as diversas abordagens no tratamento das DIIs;

O evento acontecerá no Salão Brilhante do Vind’s Plaza Hotel e visa a atualização e integração dos vários profissionais da área da saúde apresentando temas atuais e palestrantes reconhecidos em seus campos de atuação além de contribuir para o fomento da pesquisa acadêmica e científica.

A diretoria da ALEMDII e seus colaboradores tem o prazer de convidá-los para participarem conosco dos nossos eventos.

Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!
0
Compartilhar:

Ridley Vasconcelos estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Ridley Antônio de Vasconcelos – MG

  • Psicologia clínica,

  • Psicoterapeuta humanista,

  • Psicólogo perito Resolução 804/2015 do TJMG,

  • Especialista em Saúde Mental álcool e drogas,

  • Projetou, instalou e habilitou os CAPS AD e Infantil de Caratinga,

  • Coordenador Municipal de Saúde Mental,

  • Palestras relacionadas a área de atuação entre outras,

  • Professor de psicologia aplicada dos cursos técnicos do Colégio Caratinga – Rede DOCTUM,

  • Pós graduação em Saúde Mental,

  • Psicólogo Voluntário e Membro do Comitê Científico da ALEMDII.

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

0
Compartilhar:

Drª Andreza Santos estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Dra Andreza Santos – MG

  • Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

  • Especialista em Nutrição e Saúde (UFV)

  • Especialista em Nutrição Oral em geral e parentes

  • Especializanda em Nutrição Clínica Funcional

  • Mestre em Saúde Sustentabilidade e Meio Ambiente

  • Doutora em Nutrição e Saúde

  • Docente e membro do núcleo docente estruturante do curso de nutrição UNEC

  • Proprietária da BEM ME QUERO espaço de atendimento nutricional molecular individualizado.

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

0
Compartilhar:

Júlia Assis estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Júlia Assis – MG

  • Cirurgiã Dentista,

  • Especialista em Saúde da Família.

  • Fundadora, Presidente e Membro do Comitê Científico da ALEMDII- Associação do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

0
Compartilhar:

Alessandra de Souza estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Alessandra de Souza – RJ

  • Farmacêutica

  • Conselheira Estadual pelo RecomeçARRJ,

  • Membro da Biored Brasil,

  • Parceira do Projeto de Gastronomia na Promoção da Sáude/UFRJ,

  • Voluntária do blog Artrite Reumatoide, Blogueiros da Saúde e DIISC,

  • Membro do Comitê Científico e Coordenadora de Comunicação da ALEMDII,

  • Mestre em Biociências Nucleares/UERJ,

  • Digital influencer. O diagnóstico da doença de Crohn motivou-me a criar o blog www.farmale.com.br para compartilhar informações sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais e para sair do virtual, promovo e participo de eventos onde o foco é o empoderamento de pacientes.

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

0
Compartilhar:

Alessandra Castro estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Alessandra V. Castro – MG

  • Enfermeira, autora do livro “Registros de uma CROHNista”,

  • Membro do Comitê de Ética e Pesquisa da SCMBH,

  • Experiência em tratamento de feridas e ostomias,

  • Voluntária da ALEMDII (Associação do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais)

  • Voluntária da AMOS (Associação Mineira de Ostomizados).

 

 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!
0
Compartilhar:

Dr Ralph Correa estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Dr Ralph Correa de Almeida – MG

 

  • Médico Coloproctologista

  • Chefe do serviço de coloproctologia do Hospital Márcio Cunha.

  • Coloproctologista da Unimed Vale do Aço

  • Coloproctologista do Núcleo Digestivo

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

4
Compartilhar:

Drª Bianca Schiavetti estará no 3º Congresso do Leste Mineiro de DII

“ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL: ATENDIMENTO INTEGRAL E HUMANIZADO AO PACIENTE COM DII.”
 

Palestrante: Dra Bianca Schiavetti – SP

  • Médica Gastroenterologista 

  • Titular da FBG (Federação Brasileira de Gastroenterologia)

  • Membro do GEDIIB (Grupo de Estudos em Doenças Inflamatórias Intestinais do Brasil)

  • Colaboradora do ambulatório de DII da Unifesp

  • Responsável pelo ambulatório de DII da Prefeitura de Santos

  • Responsável pelo ambulatório de DII do Hospital Ana Costa

  • Responsável pelo ambulatório de DII do Hospital Vitória.

 
 

Informações sobre evento:

  • Data: 06/10/2018
  • Local: Vind’s Plaza Hotel – Salão Brilhante
Rua João Pinheiro, 46 – Centro – Caratinga/MG
  • Evento Gratuito
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!

 

 

0
Compartilhar:

Manifestações extraintesinais das DIIs

As Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) podem apresentar, além dos sintomas gastrointestinais típicos (diarréia, hematoquezia, cólicas abdominais entre outros), sintomas referentes a acometimentos de outros órgãos e sistemas conhecidos como Manifestações Extraintestinais (MEI) das doenças inflamatórias intestinais.

Os órgãos mais afetados são a pele, articulações, olhos e o fígado.
As MEI nas DII possuem um impacto negativo importante na morbidade e até mesmo na mortalidade de uma percentagem significativa de pacientes acometidos. A prevalência das MEI nas DII pode variar, de 21 a 36% dos pacientes.
A maioria das MEI das DII apresenta correlação entre episódios de atividade intestinal e exacerbação dos sintomas extraintestinais.
Entretanto, algumas manifestações como, por exemplo, artrite axial, pioderma gangrenoso e colangite esclerosante primária parecem ter um curso independente da atividade intestinal.

Para a grande maioria dos portadores de doenças inflamatórias intestinais os sintomas e problemas se restringem a dores no abdome, diarréia, perda de peso, fístulas e estreitamento das paredes intestinais. Não que isso seja pouco – nas fases de crise essas complicações podem terminar em cirurgia. Mas o que nem todo mundo sabe é que tanto o Crohn quanto a colite ulcerativa podem provocar ainda mais problemas – e em partes do corpo que não têm nada a ver com o intestino. São as chamadas manifestações extra-intestinais, que estão associadas à atividade das doenças e que afetam outros órgãos do corpo além do aparelho digestivo. “Todos os médicos deveriam saber que existem complicações que podem estar associadas a essas doenças e que não se localizam obrigatoriamente no intestino”, diz o Dr. Carlos Brunetti, coloproctologista dos Hospitais Albert Einstein e São José do Brás, em São Paulo. “E aí, não adianta tratar da manifestação isoladamente. Tem que cuidar é da doença.”

MANIFESTAÇÕES ARTICULARES

Artrites – Segundo o Dr. José Goldenberg, reumatologista do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, a doença de Crohn pode acometer o aparelho locomotor e envolver predominantemente os joelhos e tornozelos. Esta artrite, como é chamada, provoca muita dor – é como se um osso estivesse fraturado e fosse necessário engessar. Na maior parte das vezes, as artrites são migratórias e podem ocorrer em 15% a 20% dos casos. As artrites não deixam seqüelas.

Espondilite anquilozante – Muita gente se queixa de dores na coluna. As explicações para elas são quase sempre as mesmas: carregar peso em excesso, dar um mau jeito, dormir numa má posição e por aí vai. Nos pacientes de DII, entretanto, a coluna e as articulações sacroilíacas podem ser agredidas em 5% dos casos, podendo evoluir para uma espondilite anquilosante, a tal da dor nas costas. E isso independe do controle da doença intestinal. Na verdade, essa manifestação articular pode preceder os sintomas intestinais. “O tratamento medicamentoso dessas artropatias consiste em antiinflamatórios não hormonais, sulfassalazina e, às vezes, infiltrações articulares”, diz o Dr. Goldenberg.

MANIFESTAÇÕES DERMATOLÓGICAS

Pioderma gangrenoso – Começa com uma feridinha, que geralmente fica vermelha ao seu redor, e vai crescendo. As pessoas até chegam a pensar que se trata de um processo de herpes e acabam procurando um farmacêutico para indicar uma pomada. “Isto é o que não deve acontecer”, diz o Dr. Mário Grinblat, dermatologista do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. “Essa lesão de pele, que pode atingir pessoas de qualquer sexo e idade, pode ser uma manifestação de Crohn ou colite – e pode acontecer antes mesmo que a pessoa saiba que tem a doença.” O certo, nesse caso, é procurar um dermatologista para tratar. O pioderma gangrenoso só pode ser curado com corticóides em altas doses, como a Prednisona e a Sulfassalazina.

Eritema nodoso – Esta é uma lesão na pele que é dolorosa e é mais freqüente nas mulheres que têm Crohn, sobretudo naquelas que tomam pílula anticoncepcional. O eritema também atinge mais os membros inferiores do paciente. “É fácil fazer este diagnóstico”, diz o Dr. Grinblat. “Para curá-lo, o paciente deve usar antitérmico para uma febre ocasional e fazer repouso.” Esta lesão tampouco deixa seqüelas.

Em cerca de 20% dos casos as conseqüências do Crohn e da colite podem aparecer em outras partes do corpo.
Aftas na boca, inflamação na pálpebra e manchas vermelhas na pele são algumas das manifestações extra-intestinais

MANIFESTAÇÕES OCULARES

Uveíte — Parece uma conjuntivite, desse tipo contagioso, que passa de uma pessoa para outra após o contágio, mas pode ser uma manifestação extra-intestinal. O olho fica vermelho (a íris, que é a parte colorida) e pode provocar dor, lacrimejamento excessivo e sensibilidade à luz.

Episclerite – Esta inflamação ocorre no tecido que cobre a esclera (a parte branca do olho) ou a pálpebra. Ocasionalmente, pode haver também um nódulo branco que muitas vezes se confunde com um terçol.

Tanto a uveíte quanto a episclerite atingem apenas 8% a 10% dos pacientes de DII. “É importante que os pacientes que têm esses problemas façam uma consulta pelo menos de três a quatro vezes ao ano”, diz o Dr. Luiz Francisco Gervásio, oculista do Hospital São José do Brás, em São Paulo e que atua há 34 anos nesta especialidade.

 

MANIFESTAÇÕES BUCAIS

São inúmeras as manifestações orais referidas na literatura que apresentam uma correlação direta ou indireta com as Doenças Inflamatórias Intestinais e englobam lesões ao nível periodontal, do tecido dentário e das mucosas.

MANIFESTAÇÃO HEPÁTICA

Colangite esclerosante – Começa com uma coceira que aparece em qualquer lugar do corpo e que se agrava mais à noite. Com o passar do tempo, o paciente pode apresentar febre com calafrios e vai ficando amarelo, como se estivesse com icterícia (como os bebês recém-nascidos). Só que desta vez, esse amarelão tem uma outra causa. É que a bílis produzida pela vesícula, que é tóxica, está sendo retida no fígado e depois vai para o intestino. “Isto só acontece com pessoas que têm retocolite”, diz o Dr. Edison Roberto Parise, hepatologista e professor adjunto da Escola Paulista de Medicina. “Mas se ocorrer a coisa pode ficar séria. Pode se transformar numa cirrose e ser necessário um transplante de fígado.” Mas é possível fazer um diagnóstico exato, pois, nestes casos, há uma elevação de enzimas no corpo característica da colangite que o exame de sangue pode comprovar. A colangite esclerosante, felizmente é bem rara.

 

Fontes:

  1. Revista ABCD em FOCO
  2. Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto
Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação! 

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII:  
Facebook: ALEMDII  
Instagram @ALEMDII  
Twitter: @ALEMDIILesteMG 

Importante: 
Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. 
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. 
Em caso de dúvida consulte seu médico!
1
Compartilhar:

Cansaço e Fadiga na Doença de Crohn E Retocolite

A fadiga pode ter um grande impacto em pessoas com Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa, afetando o trabalho, a vida diária e a qualidade de vida.
A fadiga é um sintoma não específico de várias doenças e distúrbios. Sentir-se cansado simplesmente pode ser o resultado de não dormir o suficiente ou não dormir com qualidade. A fadiga crônica pode levar a uma série de outros problemas, inclusive ao mau desempenho no trabalho e na escola, à condução sonolenta e à depressão. Descobrir que ela é um sintoma de algo errado não é tão difícil, mas determinar o porquê de o paciente estar cansado – e o que fazer sobre isso – não é tarefa fácil.
Além dos efeitos diretos da doença, outros fatores que freqüentemente afetam pessoas com doença de Crohn – dor, ansiedade, depressão, dificuldade para dormir – também contribuem para sentimentos de fadiga.
A fadiga é um sintoma muitas vezes associado com as doenças inflamatórias do intestino (DII). As razões para os pacientes com DII se sentirem cansados incluem efeitos colaterais dos medicamentos, distúrbios do sono e outras condições relacionadas, tais como a anemia.

O que pode ser feito sobre isso? Fadiga é um problema complicado, sem resposta fácil. Aqui estão algumas sugestões:

  • Tente manter a doença bem controlada. Pessoas cuja doença está em remissão têm menos queixas de fadiga. Medicamentos que atacam a inflamação ajudam muitas pessoas a se sentirem melhor, com menos fadiga.
  • Trate a anemia. A anemia é um problema comum entre pessoas com doença de Crohn. Pode contribuir para diminuir a energia, levando a fadiga.
  • Converse com seu médico sobre seus medicamentos. Certos medicamentos usados ​​para tratar a doença de Crohn, como os corticosteróides, podem causar fadiga – diretamente ou interferindo no sono.
  • Procure terapia psicológica. Considere conversar com um psicólogo sobre maneiras de gerenciar a fadiga e outros fatores psicológicos que podem aumentar a fadiga, incluindo estresse, ansiedade e depressão.
  • Para combater a fadiga, também é útil incluir atividade física em sua rotina diária, comer alimentos saudáveis ​​e dormir adequadamente. Certifique-se de compartilhar suas preocupações sobre o cansaço com seu médico para que ele possa ajudar a encontrar maneiras de solucionar esse problema.

E você? Também se sente cansado, fadigado? Conte-nos sua experiência!

Referências:

Compartilhe, você pode ajudar alguém com esta informação!

Visite e curta as redes sociais da ALEMDII: 
Facebook: ALEMDII 
Instagram @ALEMDII 
Twitter: @ALEMDIILesteMG

Importante: Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos.
Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento.
Em caso de dúvida consulte seu médico!
O acesso à informação é um direito de todos.
1
Compartilhar: