ÁREA RESTRITA

  • PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Citrato de Tofacitinibe incorporado no SUS para o tratamento de pacientes com retocolite ulcerativa

Compartilhe essa publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Último passo para incluir mais uma opção de tratamento no SUS para retocolite ulcerativa!

➡️Publicada hoje, dia 29 de junho, no Diário Oficial da União a incorporação no Sistema Único de Saude (SUS) o CITRATO DE TOFACITINIBE para o tratamento de pacientes adultos com RETOCOLITE ULCERATIVA ativa moderada a grave com resposta inadequada, perda de resposta ou intolerância aos medicamentos sintéticos convencionais, conforme Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT).

Mas e agora? Falta mais alguma coisa? Sim, temos que aguardar 180 dias para que o citrato de tofacitinibe esteja nas disponível nas farmácias de alto custo.

“Conforme determina o art. 25, do Decreto nº 7.646/2011, o prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de cento e oitenta dias.”

🔎Lembre-se dos passos para chegarmos até aqui:

No dia 10 de junho a Conitec emitiu o parecer final FAVORÁVEL a incorporação no SUS do Citrato de Tofacitinibe para pessoas com Retocolite Ulcerativa e hoje mais um passo foi dado nesse processo de incorporação do medicamento – a publicação no Diário Oficial.

Parabéns a todos que contribuíram! Essa vitória é de todos nós! Pessoas com retocolite ulcerativa finalmente podem contar com um PCDT atualizado com medicamentos importantes para o tratamento.

➡️PCDT da Retocolite Ulcerativa

Sempre foi angustiante saber que uma pessoa que tem retocolite ulcerativa (RCU) tinha menos opções de tratamento que uma pessoa com doença de Crohn pelo simples fato de que o PCDT da Doença de Crohn já foi atualizado e o de Retocolite ainda era de 2002. Essa falta de atualização do PCDT da RCU limitava o acesso destes pacientes a medicamentos mais modernos e necessários.

Esse tema foi amplamente discutido e cobrado pelas associações de pacientes, associações médicas e o próprio Ministério da Saúde reconheceu a necessidade desta atualização que finalmente chegou ano passado. Antes tarde do que nunca!

Lembrando que o PCDT da retocolite ulcerativa só teve a sua primeira atualização publicada no Diário Oficial em março do ano passado. Você pode ver o documento aqui:  PORTARIA CONJUNTA Nº 6, DE 26 DE MARÇO DE 2020, que Aprova o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Retocolite Ulcerativa

No PCDT atual, foram incluídos no SUS os medicamentos INFLIXIMABE e VEDOLIZUMABE, além dos medicamentos que já eram disponibilizados (Sulfassalazina, Ácido Fólico, Mesalazina,Hidrocortizona, Prednizona, Azatioprina, Ciclosporina). E agora temos o citrato de tofacitinibe somando nesse arsenal terapêutico visando a melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

No PCDT da RCU constam os critérios de acesso a cada medicamento, a posologia, etc e você pode conferir aqui: http://conitec.gov.br/images/Protocolos/Resumidos/20201218_PCDT_Resumido_-Retocolite_Ulcerativa.pdf

Compartilhe essa publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Publicações relacionadas

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicações recentes

Área do usuário

Não possui uma conta?
Clique em registrar para se cadastrar.

Assine nossa Newsletter

Não quer perder nada da ALEMDII? Cadastre-se e receba as publicações mais importantes sobre Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa!